29 de maio de 2020

Bela Vista está entre as cidades de MS que têm melhores taxas de isolamento

Bela vista tem até 90% das pessoas em casa cumprindo isolamento

Evelin Cáceres 

coronavírus, novo coronavírus, pandemia de Covid-19, distanciamento social, Julio Croda, infectologista, Ministério da Saúde, queda na adesão da população, isolamento, superlotação de hospitais, transmite mais e mata mais
(Marcos Ermínio/Arquivo)

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) divulgou nesta segunda-feira (6) que as cidades de Bela Vista e Alcinópolis têm as melhoras taxas de isolamento de Mato Grosso do Sul. Bela Vista chega a ter 90% das pessoas em casa, segundo levantamento do In Loco, que monitora a população pelo localizador dos celulares.

Alcinópolis tem 75% da população em casa, seguido por Novo Horizonte do Sul, com 74,3%, Sete Quedas com 74,50% e Figueirão com 74,20%.

As piores taxas de isolamento são de Pedro Gomes, com 47,90%, Costa Rica com 56,80%, Nova Alvorada do Sul com 57,40%, Rio Brilhante com 57,50% e Naviraí com 57,90%.

Como funciona?

A ferramenta será utilizada de forma interna pelo Governo do Estado para direcionar ações de enfrentamento ao Coronavírus nos municípios com menos adesão ao isolamento. O módulo de software disponibilizado pela In Loco, permite que o governo mapeie a movimentação de pessoas dentro de regiões específicas, e identifique as localidades que estão cumprindo ou não os protocolos de distanciamento social. Os dados coletados consideram um perímetro de 450 metros da residência do usuário.

A tecnologia foi desenvolvida para respeitar a privacidade das pessoas. Isso significa que a empresa não consegue identificar diretamente os usuários dos smartphones mapeados. “A única informação coletada é a localidade do aparelho, por meio de sensores presentes nos smartphones, como Wi-Fi, Bluetooth, GPS, entre outros. Portanto, não temos acesso aos dados de identificação civil como nome, RG, CPF e endereço de e-mail, por exemplo”, explica o CEO da In Loco, André Ferraz.

O projeto direcionado ao combate do coronavírus, respeita não apenas a privacidade dos indivíduos mas todos os aspectos legais previstos na Constituição Federal, Marco Civil da Internet, o Código de Defesa do Consumidor, o Código Civil e se enquadra na Lei Geral de Proteção de Dados que entrará em vigor em agosto de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *