30 de maio de 2020

Em reunião para discutir medidas contra o covid-19, prefeito Piti diz que barreira sanitária é inviável

Na manhã desta quarta-feira (6), aconteceu uma importante reunião na Câmara Municipal de Bela Vista. Ao lado do prefeito, secretária de saúde e vereadores, representantes de uma comissão que criada para debater assuntos sobre o enfrentamento do covid-19, discutiram a possibilidade de se criar barreiras sanitárias nas entradas do município.

Durante o encontro, inúmeros vereadores se posicionaram a favor da ideia, principalmente pela grande repercussão nas redes sociais, onde moradores pedem uma barreira sanitária na cidade.

Durante o uso da palavra, a secretária de saúde se posicionou sobre a questão da barreira sanitária e disse que é necessário fazer uma coisa bem feita, mas que essa iniciativa gera gastos e logística.

“Tudo isso gera-se gastos, logística, não sei que a polícia militar pode nos apoiar, eu não sei se o quartel pode nos dar esse apoio. Nós temos a equipe, mas é claro que teremos que pagar essa equipe”, disse.

Já o prefeito Reinaldo Piti, sem esboçar muito interesse em se criar a barreira sanitária, destacou de forma muito direta que barreira é inviável.

Se nós não tivermos o apoio do exército e da polícia militar, é inviável fazer uma barreira sanitária. Porque a parte de logística, a parte de parar os veículos, de estar nos ajudando, se o exército brasileiro ou a polícia militar não colocar um contingente lá para fazer essa parte da fiscalização da barreira, de colocar os cones, de segurar e de parar, não tem condições”, comentou.

Piti também afirmou que publicará um decreto exigindo o uso das máscara por parte da população.

“Eu acho que uma atitude que nos vamos ter que tomar é a respeito da máscara. Eu acho que nós vamos ter que fazer um decreto determinando o uso da máscara para todas as pessoas que entrarem, e também todos os nossos munícipes e todas que forem sair da sua residência, para ir pro comércio, para ir ao banco, vão usar. Porque infelizmente, nós, todos nós, a população, agente só respeita quando você baixa um decreto, baixa uma lei. Essa é a realidade de todos nós. Desculpe a palavra, mas nós somos assim relaxado, agente só toma medo a hora que ver um decreto, ver alguma coisa”, enfatizou.

Mesmo questionado por alguns parlamentares, o prefeito e a secretária não confirmaram a barreira, e sem muitas expectativas, se colocaram à disposição de todos e nada ficou definido.

É importante destacar que Bela Vista está  prestes a receber um recurso federal no valor de R$ 4.664.180,63, que devem ser destinados justamente para ações de combate ao coronavírus. Esse valor deve ser aprovado e liberado até o final deste mês.

Nas redes sociais, centenas de internautas fizeram publicações clamando por barreira sanitária e até mesmo criticando a posição do prefeito.

“Participar de uma reunião para dizer que não é viável a barreira e colocar mil dificuldades, era melhor nem participar. Lamentável que nossa cidade dependa apenas de decretos, e não de atitudes concretas”, acrescentou um cidadão aos comentários de uma postagem.

“Em tempos de Pandemia todas as ações voltadas para conscientização são importantíssimas”, disse uma bela-vistense.

Em um outro comentário, um cidadão lembrou que existem veículos chegando de outras cidades.

“Verdade, barreira sanitária já, urgente. O povo estão entrando direto aqui, povo de fora, de outro estado”, comentou.

Foto: Assessoria de Comunicação | Câmara Municipal

BVNEWS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *