Empresários se unem para garantir realização de Carnaval em Jardim

Empresários se unem para garantir realização de Carnaval em Jardim

Grupo fará reunião para oficializar proposta para empresariado

Daiany Albuquerque

Empresários de Jardim – a 239 km de Campo Grande – estão se mobilizando para patrocinar a realização do Carnaval de rua no município, depois que o prefeito da cidade, Guilherme Alves Monteiro, anunciou em seu twitter que não faria a festa.

Segundo o presidente da Aejar (Associação Empresarial de Jardim), Claudemyr Soares, 39 anos, a ideia surgiu de uma brincadeira, mas logo encontrou pessoas que se entusiasmaram com a proposta. “Já tivemos o contato de uns 15 empresários que se disponibilizaram a ajudar e acredito que já tenhamos conseguido entre R$ 15 mil a R$ 17 mil. A adesão está sendo grande, até o vice-prefeito [Geraldo Alencar Gonçalves – PMDB] ficou de ajudar e alguns vereadores também”.

A categoria fará uma reunião na noite desta segunda-feira (21) para formalizar a proposta para o empresariado da cidade. De acordo com Soares, a ideia é propor cotas de R$ 1 mil para cada empresário. O grupo pretende conseguir entre R$ 50 mil e R$ 100 mil para realização de cinco dias de Carnaval.

“Fizemos orçamentos que vão de R$ 35 mil a R$ 95 mil, então depende de quanto vamos conseguir para determinar nosso empenho. Quanto mais conseguirmos, melhor fica a festa”, afirmou. O presidente da Aejar explicou que o orçamento mais barato envolve apenas artistas de Jardim.

Vaquinha online havia arrecadado até a tarde de hoje R$ 80 (Foto: Reprodução)

Paralelo a isso, o grupo criou uma vaquinha online para arrecadar dinheiro com os foliões também. Uma publicação na página “Enquanto isso em Jardim” explica que, caso a vaquinha não atinja o valor desejado, os organizadores trabalham com a possibilidade de diminuir a quantidade de dias, para que o período não passe em branco. Até a tarde de hoje foram arrecadados R$ 80,00.

Conforme o empresário e dono da página, Fabrício Barros Paná, há três anos a prefeitura não faz a festa na cidade, o que tem gerado críticas de uma parcela da população. “Aqui sempre teve Carnaval, era bom para todo mundo, movimenta a economia da cidade e agora entra e sai prefeito e ninguém mais faz”.

Ainda de acordo com Paná, apesar de não ter investido dinheiro público na festa, o prefeito de Jardim já emitiu alvará para que o Carnaval seja feito em local público. Caso a festa realmente aconteça, não será cobrada entrada da população.

tribuna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *