Sistema de validação facial da CNH começa a funcionar no Detran-MS

Sistema de validação facial da CNH começa a funcionar no Detran-MS

Ferramenta também é implantada em outros quatro Estados brasileiros

DAIANY ALBUQUERQUE


Mudança visa evitar fraudes em carteiras de habilitação – Divulgação

A validação facial para emissão de Carteira Nacional de Habilitação (CNH)  entrou em funcionamento no Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS). A ferramenta é encontrada na base de dados do Registro Nacional de Condutores Habilitados (Renach) e visa inibir tentativa de fraudes nos documentos de habilitação.

A novidade começou a ser usada em Mato Grosso do Sul na segunda-feira (23). De acordo com o chefe do Renach no Estado, Luiz Fernando Ferreira dos Santos, essa nova diretriz foi estabelecida pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e está sendo implantada gradativamente a nível nacional. O Detran-MS foi um dos cinco Departamentos escolhidos pelo Denatran para ser piloto na implantação, junto com Santa Catarina, Acre, Espírito Santo e Pernambuco.

Com a nova ferramenta, quando da autorização de emissão da habilitação será feita a validação da imagem do condutor junto ao banco de coletas do Departamento Nacional. Caso não seja atingido o percentual de similaridade estabelecido, o sistema bloqueará a emissão da CNH e o Departamento adotará as medidas necessárias à verificação.

A previsão do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) é de que até o dia 11 de novembro a medida esteja implantada em mais de 22 Estados brasileiros

PROCESSO DE EMISSÃO:

1. Primeiro é realizada a coleta biométrica e envio das imagens (foto, assinatura digitalizada e digitais) antes da autorização para emissão.

2. Depois é feita a validação biométrica da fotografia, quando existir uma emissão anterior que possua fotografia no banco de imagens do Renach:
– Caso o índice de similaridade entre as imagens fique abaixo do aceitável (maior ou igual a 90%), a imagem é reprovada, o que demanda a checagem “manual” por um usuário do Detran através do Renach Web, que poderá aprovar ou reprovar a imagem coletada;
– Caso a imagem seja aprovada na validação automática, ou por um usuário do Detran no Renach Web, o processo pode prosseguir e a autorização de emissão pode ser realizada.

3. O Detran detentor do prontuário do condutor envia a autorização de emissão.

4. Por fim, a gráfica credenciada realiza a impressão da CNH. (Com assessoria)

tribuna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *