UFC 194: José Aldo é nocauteado em 13s e McGregor é o novo campeão

UFC 194: José Aldo é nocauteado em 13s e McGregor é o novo campeão

Brasileiro foi ao chão ao levar um direto de esquerda logo no início da luta

Veja/CN

A tão aguardada luta entre José Aldo e Conor McGregor durou apenas 13 segundos e terminou com uma grande decepção para o brasileiro na madrugada deste domingo. O desafiante irlandês provou ser bem mais que um mero provocador e cumpriu a promessa de destronar o campeão peso-pena (até 65 quilos) com um nocaute no primeiro round, na luta principal do UFC 194, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Ainda abalado com o direto de esquerda que recebeu no início da luta, Aldo deixou o clima de intensa rivalidade dos últimos meses de lado e parabenizou MgGregor pela conquista – mas cobrou uma revanche imediata para 2016. Antes de Aldo, o americano Chris Weidman também perdeu o cinturão dos médios de forma arrasadora diante do novo campeão Luke Rockhold.

O combate entre Aldo e McGregor era visto como o mais importante de 2015. O brasileiro era o líder do ranking peso por peso (entre todas as categorias do UFC), estava invicto no UFC e carrega o cinturão dos penas desde 2011. Já o irlandês McGregor havia agitado a categoria nos últimos anos, tanto por suas vitórias, quanto por sua excentricidade.

O UFC promoveu o duelo intensamente, com eventos em diversos países e provocações de ambos os lados, mas uma lesão de Aldo na costela frustrou a organização e adiou a luta previamente marcada para julho. O adiamento da luta só fez crescer o ódio entre os lutadores, cada vez mais evidente durante os eventos promocionais. McGregor, que antes havia sido chamado de “bobo da corte” pelo “rei” José Aldo, manteve a pose e prometeu desmoralizar o campeão. E, quando a hora chegou, conseguiu uma vitória, de fato, arrasadora.

O brasileiro parecia mais tenso e, logo quando tentou soltar o braço, foi surpreendido com um direto de esquerda que o derrubou imediatamente. Com Aldo entregue, McGregor ainda teve o prazer de encaixar dois socos no rosto do brasileiro antes que o árbitro interrompesse a luta e decretasse a vitória do novo campeão peso-pena.

Desde sua estreia no UFC, em 2013, o irlandês de 27 anos venceu todas as suas sete lutas. Agora, a expectativa é que o chefão Dana White agende uma revanche imediata para o próximo ano.

tribuna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *