16 de julho de 2024

André Puccinelli começa a efetivar propostas do Plano de Trabalho

Um dia após ser aclamado na convenção do MDB, candidato oficial ao governo de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli dedicou a agenda deste sábado, 6 de agosto, para visitar Comunidades Quilombolas. O roteiro começou pela Colônia Nova, em Terenos, e chegou  à Furnas do Dionísio, em Jaraguari, materializando uma das propostas de seu plano de trabalho: estar presente nas comunidades para identificar os problemas e garantir oportunidade do povo conversar, frente a frente, com um gestor público.

“Sei que a população quer e precisa expor quais as principais melhorias, por isso faço questão de estar presente. Ouvir o que as pessoas têm a dizer é fundamental na hora de elaborar um plano de trabalho”, enfatiza André. E é nesse efetivo compromisso de relacionamento e atenção que as comunidades, por mais distantes que estejam geograficamente, passam a ter um horizonte de prosperidade e orgulho de pertencer ao Estado.

Furnas do Dionísio é um dos muitos exemplos. Durante os dois mandatos de André Puccinelli a comunidade teve um governo aberto para apontar suas necessidades e receber a correta e imediata atenção.

Em 2013 a comunidade recebeu e comemorou a construção de novas moradias em alvenaria para 82 famílias. Na ocasião, os moradores contaram que, além de casa para quase toda população, outras conquistas também já haviam sido alcançadas em função da aberturam que tinham junto ao governo, como o ônibus do transporte escolar e a reforma da escola estadual.

Outra boa e gratificante lembrança está relacionada ao trabalho de Tania Garib que  segue, agora, ao lado de André Puccinelli para disputar o cargo de vice-governadora. No ano de 2013 a comunidade quilombola recebeu a visita de Tania Garib, então secretária de Estado de Trabalho e Assistência Social, Tania Mara Garib, e sua equipe, com o intuito de conhecer a realidade das pessoas que viviam no local e propor a execução de projeto para implementação de atividades para de gerar renda a essas famílias. A secretária propôs cursos na área da construção civil e a ocupação da mão de obra local para construção de um prédio destinado principalmente a produção de farinha.

Outra ação relevante foi abrir espaço para comercialização de produtos na loja da Economia Solidária em Campo Grande, destacando a importância de a comunidade disponibilizar seus produtos na loja, de forma a dar visibilidade a Furnas do Dionísio e gerar renda.