20 de fevereiro de 2024

Ministro trará R$ 100 milhões para MS e maior fatia vai bancar 4 presídios

Estado tem 20.809 presos e 38% foram parar na prisão por tráfico de drogas

Por Aline dos Santos 

Ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino vai trazer R$ 100 milhões em recursos para Mato Grosso do Sul. Do total, a maior parcela (R$ 60 milhões) vai custear a construção de quatro novos presídios. O ministro cumpre agenda na segunda-feira (dia 28), em Campo Grande.

De acordo com o titular da Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública), Antonio Carlos Videira, as novas unidades penitenciárias serão distribuídas por Campo Grande, Jardim e Nova Andradina. A Capital terá dois presídios.

“O ministro vem anunciar mais de R$ 100 milhões de investimento no Mato Grosso do Sul. É um baita de um valor. São R$ 71 milhões para o sistema penitenciário. Sendo R$ 60 milhões para quatro presídios, que vão reduzir o deficit de vagas”, afirma o secretário.

Videira lembra que a maioria dos presidiários em MS é oriunda do tráfico de drogas. “Estamos trabalhando com um presídio para Jardim, o de lá é pequeno e precisamos reforçar a estrutura para a Rota Bioceânica. Em Nova Andradina, estamos em tratativas com o prefeito para tirar o presídio do Centro, mas precisamos de um terreno assistido por rede de esgoto e energia elétrica. Serão investidos R$ 15 milhões em cada unidade”, diz Videira.

Conforme dados da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), são 20.809 presos no Estado, quase o dobro do total de vagas: 11.742. A maioria dos presos (6.225) tem faixa etária de 35 a 45 anos. Do total de 20.829 pessoas presas, 7.942 foram parar na prisão por tráfico de entorpecentes.

O evento com o ministro Flávio Dino será às 11h, no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo.


Tipos de crimes mais comuns em Mato Grosso do Sul. (Fonte: Agepen)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.