23 de julho de 2021

Em Bela Vista, trio sequestra filho do caseiro de fazenda, troca tiros com policiais e abandona R$ 30 mil

bv302Poderia ser cenas de um filme de ação, mas a história aconteceu na noite de segunda-feira (27) em Bela Vista, na fronteira do Estado com o Paraguai, depois do sequestro de um jovem de 19 anos. Em território paraguaio, policiais do Garras, da Polícia Civil e da Polícia Nacional trocaram tiros com os bandidos, resgataram a vítima e recuperaram R$ 30 mil entregues como resgate.

Tudo começou na noite de domingo (26), quando o trio de assaltantes chegou à fazenda ribeirinha onde o pai da vítima é caseiro. Com um barco, os bandidos armados chegaram à propriedade pelo Rio Apa e renderam a família. Depois de roubar vários objetos da casa, o trio sequestrou o filho do caseiro e fugiu também pelo rio com o barco do fazendeiro, para o Paraguai.

A família avisou a polícia, e equipes do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros) foram acionadas. De acordo com o delegado Fábio Peró, responsável pelo caso, inicialmente foram pedidos R$ 100 mil de resgate, mas após contatos por telefone, o proprietário da fazenda chegou ao valor de R$ 30 mil pela liberdade do jovem.

bv303Na noite de segunda-feira (27), a família combinou a entrega do valor, toda a ação em território paraguaio. Com o dinheiro em mãos os bandidos liberaram a vítima, mas na hora da fuga foram surpreendidos pelas equipes policiais. Foi neste momento em que aconteceu a troca de tiros e para conseguir fugir o trio abandonou os R$ 30 mil.

Vários crimes na região

Dois paraguaios e um brasileiro formam o trio que também é responsável por uma série de assaltos nas fazendas localizadas nas margens do Rio Apa. Segundo o delegado, os suspeitos começaram a cometer vários crimes na região, sempre usando o rio como entrada e saída das propriedades e levando objetos, mantimentos e armas que encontravam nas fazendas.

Os assaltos acabaram ‘dando certo’ porque as vítimas não registravam boletins de ocorrência e a cada propriedade que passavam mais armados os bandidos ficavam. Toda a situação resultou no sequestro do jovem de 19 anos.

Recuperada do susto e sem nenhum ferimento, a vítima ajudou a polícia nas diligências desta terça-feira (28) para encontrar o cativeiro onde foi mantida por quase 24 horas. No meio da mata, a cerca de 70 metros do rio, os policiais localizaram as barracas usadas pelo trio e também o barco da vítima, com vários pertences roubados da fazenda.

“Os suspeitos estão identificados e será feito o pedido de prisão deles. O foco agora é localizar os autores, recuperar objetos e o máximo de armas possível”, afirmou Peró. Além do Garras, equipes da Polícia Nacional do Paraguai e da Polícia Civil da cidade permanecem realizando buscas na fronteira, sob o comando do Comissário de Bella Vista Norte Paraguai

Edélio Loureiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *