13 de abril de 2024

Em Goiás, bela-vistenses desfilam e reencontram oficiais no aniversário das operações especiais

Com direito a desfile oficial ao lado dos reservistas e demais militares do Grupo de Operações Especiais do Exército Brasileiro, participação em treinamentos de tiros e em simulador de saltos de paraquedas, os ex-integrantes do extinto Pelotão de Operações Especiais (Pelopes), do 10º Regimento de Cavalaria Mecanizada – Regimento Antônio João, de Bela Vista, ainda puderam reencontrar no último dia 1 de julho, em Goiânia, Goiás, vários oficiais que já passaram pelo Regimento Antônio João.

Os ex-militares bela-vistenses participaram das comemorações dos 65 Anos das Operações Especiais, do Exército Brasileiro. “Fomos muito bem recebidos e tratados como verdadeiros irmãos de farda. Queremos fazer um agradecimento especial ao coronel Gladizik, comandante do 1° Batalhão de Ações de Comando (BaC), onde ficamos alojados”, conta o pelopeano Oraldino Centurião. “E claro, ao prefeito Reinaldo Piti, e ao comandante do 10º RC Mec, coronel Kenji Alexandre Nakamura, pelo total apoio e incentivo nesta nossa viagem”, completa.

Além de reencontrarem o atual comandante do Exército, general Marco Antônio Freire Gomes, que serviu, como aspirante, no Regimento Antônio João, em 1981, comandando, inclusive, o Pelopes na oportunidade, os pelopeanos bela-vistenses reencontraram em Goiânia, os generais Nagy e Martineli; e os coronéis Fortes , Cleverson e Criscolle.

“Também fizemos o convite ao general Marco Antônio Freire Gomes, comandante do Exército, para que visite Bela Vista. Ele gostou do convite e prometeu, em breve, visitar nossa Princesa do Apa e reviver o seu passado especial vivido aqui na fronteira”, ressalta Oraldino. “Participar das comemorações dos 65 anos das Operações Especiais, foi um prazer e um grande privilégio para todos nós bela-vistenses e que servimos no glorioso 10º RC Mec”, finaliza Centurião.

 

Josyel Carvalho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.