25 de setembro de 2021

Estudo de vacinação em massa na fronteira de MS analisa efetividade da Janssen em setembro

A campanha de vacinação em massa começou a ser realizada no dia 2 de julho nas cidades de fronteira: Mundo Novo, Japorã, Sete Quedas, Paranhos, Coronel Sapucaia, Aral Moreira, Ponta Porã, Antônio João, Bela Vista, Caracol, Porto Murtinho, Corumbá e Ladário. Foram dez dias de vacinação e, ao todo, 94.215 pessoas foram imunizadas com a vacina da Janssen, de dose única. 

Mylena Rocha

Estudo contemplou 13 cidades de MS com vacinação em massa dos adultos.
Estudo contemplou 13 cidades de MS com vacinação em massa dos adultos. – Leonardo de França/Midiamax

O estudo com a vacinação em massa na fronteira de Mato Grosso do Sul começou há quase dois meses e tem apresentado resultados. A pesquisa possibilitou que 13 cidades do Estado recebessem vacinas da Janssen para imunizar toda a população adulta. Duas parciais sobre a pesquisa já foram divulgadas pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) e uma nova análise será feita no fim de setembro. 

primeira parcial foi divulgada pela secretaria no fim de julho e já demonstrava os efeitos da vacinação na fronteira. Os dados mostraram que as cidades com a imunização em massa tiveram uma queda de 63,3% nos casos de coronavírus. Com relação ao total de mortes, a variação ficou entre 50% e 90% de queda.

Uma segunda parcial do estudo foi divulgada pela SES em agosto. Informações apontaram que as cidades na fronteira de Mato Grosso do Sul tiveram uma queda de 75,5% nos casos novos de coronavírus. Com relação às mortes, os resultados foram ainda mais expressivos: queda de 79% nos óbitos por Covid-19. 

No próximo mês, uma nova análise será feita para avaliar os efeitos da vacinação em massa na fronteira do Estado. A informação é da SES. “Foi realizada uma análise parcial em agosto e no final de setembro será feito uma nova análise para entender a efetividade da vacina da Janssen para prevenção da doença”, afirmou. 

A campanha de vacinação em massa começou a ser realizada no dia 2 de julho nas cidades de fronteira: Mundo Novo, Japorã, Sete Quedas, Paranhos, Coronel Sapucaia, Aral Moreira, Ponta Porã, Antônio João, Bela Vista, Caracol, Porto Murtinho, Corumbá e Ladário. Foram dez dias de vacinação e, ao todo, 94.215 pessoas foram imunizadas com a vacina da Janssen, de dose única. 

De 13 cidades, oito não tiveram mortes em agosto

Quase dois meses depois do início da campanha de vacinação em massa, a imunização continua a mostrar efeitos nos municípios. Para se ter uma ideia, de 13 cidades contempladas com o estudo, oito não registraram nenhuma morte por coronavírus desde o início do mês de agosto. 

O levantamento foi feito pela reportagem do Jornal Midiamax com dados divulgados pelo boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde) em quatro semanas, do dia 1º de agosto ao domingo (29). Houve registro de infecções por coronavírus, já que a vacina não é totalmente eficaz para evitar a contaminação. Confira: Coronel Sapucaia (26 casos); Ladário (20 casos); Bela Vista (19 casos); Paranhos (14 casos); Porto Murtinho (10 casos); Japorã (5 casos); Caracol (1 caso); Sete Quedas (1 caso).

Saiba a quantidade de casos e mortes registradas nas outras cidades da fronteira: Ponta Porã (121 casos e 5 mortes); Corumbá (38 casos e 9 mortes); Mundo Novo (20 casos e uma morte); Antônio João (13 casos e uma morte); Aral Moreira (9 casos e 2 mortes).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *