24 de maio de 2022

Investimentos preparam Porto Murtinho para virar portal da Rota Bioceânica

Recursos municipais, estaduais, federais e de emendas parlamentares podem chegar a R$ 100 milhões

Por Gabriela Couto
Fronteira de Mato Grosso do Sul com Paraguai, a cidade de Porto Murtinho se prepara para ser o Portal da Rota Bioceância, que vai ligar o Brasil até o porto de Antofagasta, no Chile. A nova identidade da cidade já é regulamentada por lei e vem dia a dia se transformando em um canteiro de obras jamais registrado em seus 109 anos de fundação.

Ao todo, já são mais de R$ 50 milhões de investimentos, com 20 obras em andamento, número que será duplicado com os novos projetos e licitações em andamento. São recursos públicos, onde o Governo do Estado participa com R$ 33,7 milhões, levando infraestrutura urbana, reformas do hospital e do aeroporto municipais e habitação. Os investimentos convergem também do caixa da prefeitura, governo federal e emendas parlamentares.

O prefeito da cidade, Nelson Cintra (PSDB), destaca o projeto Governo Presente, em que o Estado atende as reivindicações locais. Dentre as melhorias listadas, estão recapeamento de ruas, duplicação de um trecho de 1,3 km da BR-267, na entrada da cidade em direção ao centro, construção de pontes de concreto e 80 moradias populares.

Com recursos próprios (R$ 11,5 milhões) e de emendas parlamentares, a prefeitura executa outras frentes, como a reurbanização do porto geral, reforma de escolas e prédios históricos e pavimentação.

“Estamos recebendo um volume de recursos que pode chegar a R$ 100 milhões este ano, em diversas áreas. É a chegada do desenvolvimento econômico para nossa região que sempre buscamos”, destaca o prefeito.

Pacote – O pacote de obras em execução e em licitação pelo Estado inclui a restauração de 5.319 m de ruas e avenidas, dentre as quais a 13 de Junho, e a reforma e ampliação do Hospital Oscar Ramires, que somam R$ 10,2 milhões em investimentos. Também estão sendo construídas 29 moradias no Bairro Dom Pepe, com projeção de mais 50 unidades, incluindo o Lote Urbanizado. A reforma e implantação da cerca operacional do aeroporto já foram iniciadas.

O governo federal também participa do plano estratégico para o município, com previsão de investimentos de R$ 350 milhões na duplicação e restauração de trechos da BR-267, tronco da Rota Bioceânica, em licitação, e implantação do contorno de acesso (13,10 km) da rodovia com a ponte internacional. O Dinit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) informou que o projeto do contorno será concluído em outubro deste ano.

Histórico – Em sete anos, o Governo do Estado destinou mais de R$ 86 milhões em projetos estruturantes na cidade, como implantação do sistema de esgotamento, pavimentação e drenagem e recuperação de ruas e avenidas.

No ano passado, o governador Reinaldo Azambuja entregou o Contorno Rodoviário, de 7,19 km, que tira o tráfego pesado da área central, ligando a rodovia BR-267 diretamente com os portos, que passaram a operar com incentivos fiscais.

“Porto Murtinho está no ápice dos investimentos para preparar aquela região para a concretização do corredor de exportação e importação pela Rota Bioceânica, além do fortalecimento e crescimento dos portos. Será a nossa nova Paranaguá, reduzindo distâncias marítima e tornando Mato Grosso do Sul mais competitivo”, declara o governador.

“A modernização em todo o Estado passa por um ponto muito importante, que é a Rota Bioceânica. Porto Murtinho é fundamental como importante polo de exportação dos nossos produtos, potencializando nosso setor produtivo”, afirma o secretário de Estado de Infraestrutura, Eduardo Riedel.

Recentemente, ele autorizou a reurbanização da entrada da cidade, com a duplicação da BR-267, e a construção de pontes de concreto nos rios Branco e Tererê, ao custo de R$ 12 milhões. – CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *