22 de outubro de 2020

Pistoleiro que matou Rafaat tenta fugir abrindo algema com “medalha santa”

Sérgio Lima dos Santos foi baleado no confronto e internado no hospital paraguaio. Ele está algemado na cama e sob escolta da Polícia Nacional paraguaia

Leandro Abreu

O pistoleiro brasileiro Sérgio Lima dos Santos, que manuseou a metralhadora .50 no ataque contra o empresário e narcotraficante Jorge Rafaat Toumani, ocorrido no dia 15 deste mês em Pedro Juan Caballero, tentou fugir do hospital nesta quinta-feira (23) usando uma medalha da Virgem Maria para abrir a algema que o prende na cama.

De acordo com o site paraguaio ABC Color, Sérgio está internado no hospital Metropolitano, da cidade Fernando de la Mora. Ele foi baleado pelos seguranças de Rafaat durante a emboscada e abandonado pelos colegas no hospital paraguaio, onde está sob escolta para Polícia Nacional Paraguaia.

Nesta sexta-feira (24), outros dois suspeitos de participação no ataque a Rafaat foram presos na região de Pedro Juan Caballero. O brasileiro Renato Signoretti, 36, residente de Ponta Porã, e o paraguaio Mario Sergio Amaral Flores, 42, estavam em um Golf branco, usado para levar Sérgio ao hospital de Pedro Juan.

Ataque – Rafaat era considerado o “Rei da Fronteira” e foi executado em uma ação cinematográfica, com a participação de cerca de 100 pistoleiros contratados para matá-lo. Do lado da vítima, 30 seguranças tentaram combater a ação dos pistoleiros.

A caminhonete Hummer blindada dirigida pelo narcotraficante foi interceptada em um cruzamento de Pedro Juan Caballero, quando ele retornava para casa à noite. Um utilitário que tinha na parte traseira uma metralhadora .50, passou à frente e o atirador, o brasileiro Sérgio Lima dos Santos, descarregou uma “cinta” de munição.

A vítima morreu no local. O atirador acabou sendo baleado, levado por integrantes da quadrilha para o hospital de Pedro Juan Caballero e posteriormente transferido para unidade de saúde de Assunção, por causa da gravidade do seu quadro clínico. O motorista do carro desapareceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *