20 de fevereiro de 2024

PREFEITURA E 10º RC MEC HOMENAGEIAM SENHORINHA LOPES

Com a participação do capitão e historiador Krugerson Matos, o 10º Regimento de Cavalaria Mecanizado (Regimento Antônio João) e a Prefeitura de Bela Vista, através da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, realizaram uma cerimônia na última sexta-feira (26 de janeiro), no Cemitério Municipal Água Doce, em homenagem aos 110 anos da morte da Senhorinha Lopes.
Foi mulher de José Francisco Lopes, o Guia Lopes da Laguna, cuja atuação durante a Guerra do Paraguai, foi narrada por Visconde de Taunay. Teve a vida marcada pela guerra, chegou a ser aprisionada duas vezes. Virou símbolo de resistência ao proteger os feridos e abrigar tropas brasileiras em sua fazenda.
Para o coronel Kenji Alexandre Nakamura, comandante do 10º RC Mec, Regimento Antônio João, Senhorinha Lopes é uma personagem muito importante da Guerra e merece todas as homenagens. “Ela participou ativamente e foi a principal motivadora da contribuição do Guia Lopes em guiar as tropas brasileiras durante a Retirada da Laguna”, destaca o comandante.
O secretário municipal de Turismo e Cultura, Jorge Tebicherane, enalteceu a ação do Regimento Antônio João, e ressaltou a sua importância da Senhorinha Lopes para a fronteira bela-vistense. “Senhorinha e sua história só engrandecem o nosso município. Uma mulher que retrata a força, a pujança e a determinação do povo bela-vistense. E não podemos esquecer de suas lutas e dessa grande história”, diz Tebicherane.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.