30 de outubro de 2020

Brasil e Paraguai definem ajustes para a inauguração da Balsa sobre o Rio Apa.

O Prefeito Heitor Miranda e demais autoridades brasileiras se reuniu na manhã desta terça-feira (05/01) com o governador do departamento de Concepción do Paraguai, Luís Urbieta Cáceres, e representantes locais paraguaias. A reunião teve como objetivo debater o andamento nas negociações da ativação da Balsa que ligará Brasil e Paraguai nos próximos dias e as alternativas de escoamento de produtos através das rotas entre Mato Grosso do Sul e o Paraguai.

Para o Secretário de Obras Gilmar Pereira que já está no local com todo o maquinário para a execução da obra, a balsa é uma antiga reivindicação dos povos brasileiros e paraguaios e uma necessidade da região. As autoridades visitaram instalações que estão sendo adequadas para atender os futuros usuários da Balsa. O Secretário afirmou que o sistema de balsa fortalecerá a integração e o turismo na região.

Entre as principais alternativas estão os investimentos que contemplem as hidrovias, rodovias e ferrovias que utilizem Concepción como corredor de produção, priorizando o acesso ao Oceano Pacífico e possibilitando a exportação de produtos ao mercado asiático, com menor custo. Para o governador de Concepción, Luis Urbieta Cáceres, o momento de aproximação comercial entre o Paraguai e Mato Grosso do Sul é propício para ambos, principalmente como ferramenta competitiva para Mato Grosso do Sul.

“Com esta visita do Prefeito Heitor Miranda pudemos debater uma integração maior entre Mato Grosso do Sul e Paraguai. Será de suma importância e de grande impacto econômico o estudo para a construção de rotas que aproveitem os nossos portos para o escoamento de grãos. Heitor nos apresentou seus projetos que já estão em andamento e vão ao encontro desta nossa proposta de integração. Também faremos a nossa parte junto ao presidente do Paraguai, para que possamos realizar este sonho com rapidez”, destacou o governador.
“Temos interesses em comum já que Mato Grosso do Sul também precisa dessa logística multimodal. Contamos com limites com cinco províncias do Paraguai e esta integração comercial é de grande importância para o desenvolvimento. Deixaremos à disposição nossas secretarias para que possamos montar um grupo de estudos para analisar as alternativas com os nossos amigos do Paraguai”, destacou Heitor Miranda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *