7 de maio de 2021

Ponte em assentamento ameaça cair e preocupa moradores em Bela Vista

É precária a situação da ponte sobre o rio Piripucu, na MS-472, entre o assentamento Nery Ramos Volpato e assentamento Caracol, em Bela Vista. Com mais de 50 metros de extensão, a ponte está “caindo aos pedaços” e ameaça as centenas de pessoas que são obrigadas diariamente a fazer a travessia do rio, como informa uma moradora do local, que enviou imagem para a redação do site fronteiranews.

Os moradores precisam atravessar a pé e correm risco de cair porque a ponte esta avariada, são cerca de 152 famílias que podem ficar isoladas no Assentamento Caracol, 14 famílias no Assentamento Angiquinho e 154 famílias no Assentamento Santa Marina.

“A estrutura está completamente comprometida, a cabeceira da ponte está exposta, faltam tábuas, enfim, ameaça ruir a qualquer momento. É um risco constante, não pode continuar dessa forma, tenho certeza que o governador Reinaldo, o secretário Miglioli compreendem a urgência e vão determinar de imediato as medidas necessárias”, disse o deputado Felipe Orro que já fez pedido para recuperação.

Pedidos

O deputado estadual Renato Câmara (PMDB) também solicitou, na sessão do dia (10/06/2015), a reconstrução da ponte do rio Piripucu. De acordo com o deputado a ponte sobre o rio Piripucu, que dá acesso aos moradores dos assentamentos de Caracol e Nery Ramos à cidade de Bela Vista, esta preste a desabar. A indicação pede a reconstrução da ponte para facilitar a circulação destas famílias.

O vereador, presidente da câmara de Bela Vista, Waldes Marques Claro (SDD), recebeu varias reclamações a respeito péssimo estado de conservação que se encontra a ponte sobre o Rio Piripucu, que liga os Assentamentos Santa Maria e Caracol.

O vereador esteve no local verificando a estrutura da ponte, e pode observar que está com a base comprometida e prestes a desabar por conta da má conservação e pelas fortes chuvas que vem caindo na região. A ponte fica na divisa entre os dois assentamentos, a estrutura não é antigo, o barranco que fica na cabeceira está cedendo e alguns motoristas se recusam a passar. Waldes também enviou pedido ao governo para tomar providências urgente.

As fotos feitas pela moradora mostram que a ponte está com pilares e escoras rachados, sustentada debilmente, podendo vir abaixo a qualquer momento. Outra moradora da região acrescenta que muitas crianças e carros passam por ali, “todos com muito medo”.

“Já deveria ter sido interditada, mas não se pode simplesmente proibir as pessoas de passar por ali sem dar uma alternativa. Essa ponte é a única travessia sobre o rio naquele trecho”, explica os moradores.

Das Ruas – A sugestão acima, foi enviada à redação do fronteiranews.com via WhatsApp, pelo canal Das Ruas. Pelo número (67) 9634-72150 ou então pelo e-mail fronteiranews@yahoo.com.br, podem ser enviados flagrantes, sugestões de matérias, notícias, fotos, áudios e vídeos.

Ademir Mendonça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *