20 de setembro de 2020

Dos 14 internados na UTI da capital pelo Covid 19, três são de Jardim e dois de Guia Lopes

 / Tainá Jara

Curva ascendente dos casos confirmados do novo coronavírus em Mato Grosso Sul deixa em alerta as autoridades sanitárias em relação aos casos considerados graves. O temor é quanto ao possível colapso na estrutura de saúde. O Estado ainda está confortável, apesar das 18 mortes, e tem pacientes de 7 municípios ocupando leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A maioria deles está internada no HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul).

O número de internados residentes do Interior, no entanto, é maior do que em Campo Grande, onde há 885,7 mil habitantes. A estrutura da Capital, no entanto, é a mais utilizada para tratamentos dos pacientes com sintomas avançados da covid-19, indicando possibilidade de sobrecarga com o aumento dos casos.

Dados da SES (Secretaria de Estado de Saúde) apontam que dos 14 pacientes graves, 12 são tratados no Estado. A maioria deles está internada na Capital.

Do total de 14 paciente em tratamento por covis-19, 4 são moradores da Capital, sendo que dois ocupam leitos privados no Hospital da Unimed e dois estão internados do Hospital Regional, portanto, leitos públicos.

Jardim é o segundo município com mais pacientes graves internados. São três. Todos internados no HRMS. De Guia Lopes da Laguna, dois ocupam leitos de UTI na unidade da Capital. Há ainda um único paciente de Chapadão do Sul também internado no maior hospital público do Estado.

O de Paranaíba permanece na cidade ocupando leito de na Santa Casa da cidade, assim como o paciente de Três Lagoas que está na UTI do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora.

Contaminado de Nova Andradina está internado em Cuiabá, enquanto o morador de Ponta Porã está internado no Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo.

15 dias – A média de internações dos pacientes é de 15,5 dias. Até o mento, morador de 46 anos de Chapadão do Sul é o que está há mais tempo internado. Há 532 dias ele ocupada leito de UTI, no HR. O contaminado que ficou menos tempo em situação grave é morador de Jardim e tem 47 anos. Ele ficou internado durante seis dias.

Até esta quinta-feira, 1.262 pessoas foram diagnosticadas com o novo cornavírus no Estado, sendo 18 óbitos.

Credito: Campo Grande News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *