30 de novembro de 2020

NUNCA TE VI

Vamos falar de história?

E começamos por uma aqui mesmo de Bela Vista. Será que todo mundo da cidade conhece o   Nunca Te Vi?

Os mais antigos certamente conhecem e devem saber algumas histórias de lá.

Curioso este nome, não? Ele foi dado devido a um fato, que aconteceu em meados do século XX quando um mascate turco que mal falava português, cheio de mercadorias cortando

por atalhos, passava em sua mula e sem perceber atolou em um olho de boi.

Um bugre que passava por ali, parou e perguntou se ele não havia visto o olho de boi e ele respondeu: Nunca te vi.

A partir disto, o bugre que era morador local, denominou este nome ao bairro e ele pegou.

Outro fato relevante sobre o Nunca Te Vi é que ali foi o primeiro assentamento da reforma agrária, fato que Getúlio Vargas enaltecia em seus discursos.

Local típico e sem igual em todo o Estado, era habitado por casas afastadas umas das outras no meio do mato, como chácaras, onde cada morador tinha o seu pomar e suas plantações de mandioca e principalmente laranjas.

Estas são algumas das histórias do bairro. Nunca mais estive lá para saber como ele está hoje.

E se você leitor quiser saber além, eu me baseei para contar para vocês no Livro “Chão do Apa” do autor Brígido Ibanhes.

Anna Laura Gabinio

Jornalista, Produtora de Eventos e Cerimonialista

E-mail: eventosannagabinio@gmail.com

Instagran: @annagabinioeventos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *