4 de dezembro de 2020

Porto Murtinho: PR tem pré-candidato para a prefeitura

(Edson Moraes)

Recentemente, foi feita a filiação do presidente do Sindicato Rural, Italivinho Coelho, que oxigena ainda mais a representação dos produtores rurais na sigla

Porto Murtinho, na fronteira com o Paraguai, é um dos municípios que estão sendo priorizados pelo Partido da República para o lançamento de chapas próprias este ano em Mato Grosso do Sul. O PR vai colocar em prática nas próximas eleições um cuidadoso projeto de fortalecimento em sua representação política no Estado. Em relação a outros pleitos, desta vez o número de candidaturas próprias será bem maior e os dirigentes republicanos apostam na capacidade de ampliar o contingente de prefeitos, vices e vereadores.

Sob a presidência da ex-primeira dama Fátima Vidotte, esposa do ex-prefeito e Procurador de Justiça Abel Nunes Proença, o PR murtinhense dá demonstrações seguidas de fôlego político-eleitoral e credencia-se pelo apoio popular a disputar novos e maiores espaços. Além de dois vereadores – o ex-presidente da Câmara, Marco Andrei, e Edicarlos Lourenço -, o partido possui um significativo quadro de militantes e vem conquistando adesões importantes.

Recentemente, foi feita a filiação do presidente do Sindicato Rural, Italivinho Coelho, que oxigena ainda mais a representação dos produtores rurais na sigla, onde já atua uma das mais fortes e respeitadas lideranças ruralistas da região, o fazendeiro Firmino “Nininho” Miranda Cortada. A pecuária é atividade básica da sustentação econômica do município.

Com esse contexto e apostando na capacidade do PR de dar solução aos problemas enfrentados pela população, o vereador Marco Andrei põe seu nome à disposição do PR para a disputa da Prefeitura. Ele destaca que, por ser um partido forte, o PR tem várias opções para a sucessão e todas aptas a receber a indicação partidária.

“Respeito todas as lideranças locais e estaduais e estou pronto para somar com todos os companheiros. O PR sempre cumpriu com lealdade e competência o papel de parceiro em diferentes administrações e processos políticos. Mas agora chega a hora de o partido fazer o que aprendeu nesses anos todos, que é ‘governar’, e não só governar por governar, mas governar com competência, com sensatez, com equilíbrio das contas públicas sem esquecer-se dos investimentos básicos e estruturais de saúde e de educação, precipuamente,” afirmou.

Marco Andrei é ainda uma jovem liderança, mas já soma dois mandatos de vereador e tem amplo reconhecimento da sociedade por sua dedicação às causas de inclusão social, como na prevenção, orientação e combate às drogas e à violência à mulher, à criança e ao adolescente. É filho de Fátima Vidotte e propõe um debate democrático e popular para que o PR filtre junto à sociedade as reais prioridades dos murtinhenses e defina, com segurança e sem demagogia, de que forma irá atendê-las.

“Porto Murtinho tem condição de ser e de ter muito mais do que é e do que tem. É uma terra de oportunidades que ainda não foram asseguradas a seu povo. É um município de muitas riquezas e potencialidades que podem ser convertidas em empregos, bem-estar e progresso para sua gente, de maneira sustentável e duradoura”, opina Marco Andrei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *