23 de novembro de 2020

Terminal de Porto Murtinho recebe soja para exportação.

murt55 murt56 murt57 murt58 murt59 murt60 murt61 murt62 murt63 murt64

O terminal portuário de Porto Murtinho reiniciou suas atividades na manhã de hoje (06.03) ao receber a  primeira parcela de um total de  cerca de 30 mil toneladas de  soja, com perspectivas de  atingir 40 mil, a serem exportados, em duas etapas.  Um comboio formado por 20 carretas  encontra-se descarregando.  Cada  carreta, com  capacidade para transportar  37 toneladas do produto, é descarregada  em pouco mais de  cinco minutos.

Antecedendo ao inicio da descarga, o prefeito Heitor Miranda dos Santos, acompanhado dos vereadores Ailton Sanches,  Carlos Heitor, Fabio Santos, Maria Donizete e Sérgio Bacha,  além de servidores da área de agricultura e produção,  se reuniu com o diretor presidente da  Agência Portuária de Porto Murtinho Michel Chaim,  oportunidade em que parabenizaram pelos contratos celebrados e que  dão condições de operação ao porto e, com isso agilizando o desenvolvimento local e propiciando geração de emprego e renda.

No decorrer da  conversa, Chaim deixou claro que a visão administrativa de Heitor “que  fomenta e  impulsiona a continuidade dos trabalhos  é que não deixou cair as atividades do empreendimento”. Comentou que a credibilidade  das ações é um dos fatores principais para que investimentos ocorram.  Lembrou que a ajuda do poder público estadual, com a criação de incentivos fiscais e implantação da paridade foi imprescindível ao bom desenvolvimento das ações no porto.

Chaim fez questão, também, de  lembrar que é interessante para o Estado a utilização das vias multimodais e para o produtor a  exportação fluvial com o barateamento do frete  além de  encurtar as distâncias e o tempo para chegar aos mercados consumidores.

Prefeito, vereadores e o empresário enumeraram benefícios que  o porto, estando em operação, traz para o município. Sem esquecer a responsabilidade advinda, uma vez que a administração se vê obrigada a melhorar os serviços prestados, como o caso da estrutura viária, serviços de saúde, além da necessidade de  expandir as possibilidades de acomodação e alimentação das pessoas que chegam em função do transporte de cargas.

Além da movimentação de saída produtos, o porto deverá ser movimentado, também pela chegada, principalmente de insumos. Há expectativa de recebimento de, pelo menos,  10 mil toneladas de fertilizantes  importados pela Bunge.

Alfandegamento –  Por se tratar de uma  atividades alfandegadas, agentes da Receita Federal estiveram, na terça-feira,  realizando inspeção nas instalações de maneira a  ter garantia de que  os trabalhos se desenvolverão sem qualquer  solução de continuidade. De acordo com  avaliação dos agentes,  está  tudo dentro as exigências não havendo qualquer preocupação para o recebimento das mercadorias.

Assessoria/ Prefeitura de Porto Murtinho

http://www.portomurtinho.ms.gov.br

http://facebook.com/prefeituradeportomurtinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *