20 de outubro de 2020

Prefeitura paga atrasado parte de salário da Educação

João Carlos Velasquez

Com o atraso dos pagamentos ou pagando parte dos funcionários, por parte da prefeitura, o fato vem prejudicando toda a classe, que por sua vez ficam expostas aos comentários negativos na sociedade, enquanto que a administração se exime de responsabilidades e deveria colocar uma nota, através da imprensa, informando a quem pagou e a quem deixou de pagar.

A prefeitura de Bela Vista, região sudoeste de MS, vem atrasando os salários dos funcionários da municipalidade, principalmente de funcionários da educação, onde vem da União verba específica para tal finalidade. O atraso é para os chamados 40%, onde são os funcionários administrativos e serviços gerais.

O presidente da Câmara Municipal de Bela Vista, Waldes Marques Claro, na última sessão ordinária, questionou o pagamento desses funcionários, “enquanto o prefeito alardeou pelos quatro cantos da cidade que já pagou todos os funcionários da educação, enquanto na realidade ele pagou somente os chamados 60%, que são os pagamentos dos professores, e os outros estão esperando a boa vontade da administração que não tem o compromisso com os funcionários”.

Waldes ainda destacou que após o pedido de explicações feito na Câmara, o prefeito Douglas Gomes resolver pagar os funcionários, mas esqueceu que esse dinheiro do FUNDEB vem de uma só vez e não parcelado como ele está fazendo com os pagamentos e que é para pagar todos de uma só vez.

“Enquanto outros que não receberam seus salários, acabam ficando desacreditados, em razão da falta de cumprir seus compromissos, já que a atual administração anuncia o pagamento que na realidade é apenas parcial, por falta de seriedade e compromisso desta administração.

Os servidores públicos merecem respeito e esse respeito é com o seu pagamento em dia, conforme a lei determina até o 5º dia útil e que jamais esta Casa de Leis e eu como presidente iremos omitir-se em brigar e resguardar os direitos desses trabalhadores”, frisou Waldes.

Ainda o presidente Waldes Marques Claro, destacou que mesmo tendo pago os trabalhadores em Educação a Câmara cobrará da atual administração respostas sobre esses pagamentos, já que o dinheiro do FUNDEB vem todo de uma vez e não é concebível o pagamento em partes a esses trabalhadores e que conforme a resposta isso poderá ocorrer em crime de responsabilidades.

Com o atraso dos pagamentos ou pagando parte dos funcionários, por parte da prefeitura, o fato vem prejudicando toda a classe, que por sua vez ficam expostas aos comentários negativos na sociedade, enquanto que a administração se exime de responsabilidades e deveria colocar uma nota, através da imprensa, informando a quem pagou e a quem deixou de pagar.

Waldes, mais uma vez colocou à disposição do Sindicato, Ramão Ortega, para sanar e buscar soluções aos problemas que irão ocorrer e que ocorrem dentro da administração com a classe trabalhadora.

“Estamos aqui de portas abertas para buscarmos soluções no que for necessário para sanar os problemas da classe trabalhadora do nosso município”, finalizou Waldes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *