22 de abril de 2024

Próspero e Digital: mais de 10 mil empresas foram abertas em MS nos últimos 12 meses

Esse é o quarto recorde, consecutivo, de abertura de empresas em Mato Grosso do Sul. “Após a modernização da Junta e implantação dos serviços 100% digitais em 2019, a Jucems vem obtendo os melhores desempenhos anuais na abertura de empresas. Isso já ocorreu nos anos de 2022, 2021 e em 2020, mesmo com a pandemia”, comentou o secretário Jaime Verruck.

O secretário reforça que o ritmo do crescimento de abertura de empresas em Mato Grosso do Sul está ligado a uma série de fatores de mercado e também às políticas públicas aprimoradas pelo governador Eduardo Riedel para a promoção do desenvolvimento econômico sustentável e social, para tornar o Estado cada vez mais próspero, digital, verde e inclusivo.

“O PIB do Estado tem registrado crescimento acima da média nacional e isso também reflete nesse crescimento na abertura de novas empresas. Esse foi um fator importante, pois é o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul gerando a abertura de novos empreendimentos. Além disso, o Governo do Estado criou uma estrutura digital, visando dar agilidade a esse processo, tanto que hoje, após um forte investimento em tecnologia, nós já tivemos uma redução substancial do tempo de abertura”, comentou Verruck.

O titular da Semadesc lembra que, com a implantação do MS Agiliza Empresas pela Jucems, os procedimentos de registro serão ainda mais simplificados e ágeis. “Tivemos a adesão de 100% das prefeituras municipais na Redesim e a implantação do Balcão Único, que se iniciou pelo município de Chapadão do Sul. Nós simplificamos o processo para atividades de baixo impacto e fizemos a integração com as outras licenças, como a do Corpo de Bombeiros, através do programa Prevenir”, destacou.

Leia  Energia limpa e moderna: nova iluminação da Cafezais traz segurança e incentiva moradores a praticar exercícios
 

O diretor-presidente da Jucems, Nivaldo da Rocha, lembra também da redução do tempo de abertura de empresas em Mato Grosso do Sul. “Antes, eram dias, agora, são apenas algumas horas, o que também é um recorde, pois hoje temos o menor tempo de abertura de empresas que já registramos ao longo da história de Mato Grosso do Sul”, afirmou.

Em todo o ano de 2023, o setor com o maior número de novas empresas constituídas foi o de Serviços (7.285), seguido pelo Comércio (2.456) e a Indústria (376). Somente no mês de dezembro foram abertas 622 empresas no Estado, sendo 486 no setor de Serviços, 116 no Comércio (116) e 20 na Indústria.

Os municípios que mais se destacaram no número de empresas abertas foram Campo Grande (4.331); Dourados (1.209); Três Lagoas (436); Ponta Porã (298); Naviraí (274); Nova Andradina (191); Chapadão do Sul (183); Maracaju (163); Paranaíba (156); São Gabriel do Oeste (142); Ribas do Rio Pardo (130); Sidrolândia (116) e 2.488 nos demais municípios.

Marcelo Armôa, Comunicação Semadesc
Foto: Bruno Rezende/Arquivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.