13 de abril de 2024

PSDB confirma apoio a Gerson Claro para presidência da Assembleia Legislativa

Deputado já teria número de votos suficientes para se eleger presidente da Casa

 
 
Reunião do  na tarde desta segunda-feira (30) definiu o apoio ao nome de Gerson Claro (PP) para a presidência da Assembleia Legislativa. As eleições devem ocorrer no início da 1ª sessão do ano, na próxima quarta-feira (1º).

O presidente estadual do partido, o ex-governador Reinaldo Azambuja, disse ao final da reunião que o partido buscava consenso. “A Mara [Caseiro] que era pretensa candidata a presidente abriu mão em nome de um aliado, do PP, que é o Gerson. Isso está bem amadurecido”, pontuou.

Na saída do encontro, Claro revelou que já teria de 14 a 15 assinaturas para seu nome, o suficiente para ser conduzido à presidência.

À imprensa, Mara confirmou que optou pelo consenso. “Queria [concorrer], tentei, busquei, era um momento de muita importância para nós, mulheres, mas a gente tem que entender os momentos e as articulações”, comentou.

Em relação ao segundo cargo mais importante da Casa, o de 1º secretário, responsável pelas finanças, há a definição do PSDB pelo nome de Paulo Corrêa. O deputado Jamilson Name também pleiteava o cargo, mas abriu mão.

Após a resolução da disputa interna no ninho tucano, Corrêa deve concorrer com o deputado João Henrique Catan (PL), que já registrou candidatura junto à mesa diretora.

Demais cargos indefinidos

Conforme Gerson Claro, ainda há outros cargos que o grupo encabeçado pelo PSDB e PP também busca o consenso.

Para a vice-presidência, o MDB confirmou a indicação do nome de Renato Câmara.

Para 2º vice-presidente, há indicação para o deputado Coronel David (PL), que pleiteia a 2ª secretaria, que poderia ficar com Pedro Kemp (PT).

E para 3º vice-presidente, o grupo indica que pode ficar com  (PSDB).

Nesse cenário, o deputado Lucas de Lima (PDT), fecharia a mesa diretora como 3º secretário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.