25 de setembro de 2021

Acabou: Mato Grosso do Sul anuncia fim do toque de recolher contra covid-19 a partir do dia 23

Avanço da vacinação retirou obrigatoriedade de restrição noturna, informou Riedel

Mayara Bueno e Gabriel Maymone 

Imagem aérea em dias de restrições em MS
Imagem aérea em dias de restrições em MS – (Foto: Jornal Midiamax, Arquivo)

Mato Grosso do Sul anunciou o fim do toque de recolher contra covid-19 a partir da próxima segunda-feira (23). A decisão foi confirmada pelo secretário estadual e presidente do Prosseguir, Eduardo Riedel, nesta terça-feira (17). Segundo ele, a decisão leva em conta o avanço da vacinação contra o coronavírus. Mesmo assim, as cidades de MS podem adotar medidas próprias.

Com o fim do toque de recolher, só a lotação dos estabelecimentos segue de acordo com as bandeiras indicadas pelo Prosseguir, programa do Governo do Estado que orienta medidas restritivas a serem definidas pelos municípios.

Nas cidades com bandeira cinza, a lotação máxima permitida é de 30% da capacidade total dos ambientes. No caso da bandeira vermelha, será de 50%, e, para bandeira laranja, de 70%. Nas cidades com bandeira amarela, a lotação nos comércios será de 90% e, com bandeira verde, liberada para 100% da ocupação — essas previsões seguem válidas.

Toque de recolher em MS: sirene de filme e desrespeito

O toque de recolher como medida para conter a mobilidade e barrar a proliferação do novo coronavírus, causador da pandemia mundial de covid-19, está na vida dos sul-mato-grossenses desde março de 2020, quando alguns municípios adotaram com momentos dramáticos.

Em Campo Grande, o toque de recolher chegou até com ronda com disparo de sirene que lembrava cenas de filmes apocalípticos.

No entando, nos últimos dias, após mais de um ano de restrições, se intensificaram os flagrantes de desrespeito ao horário de recolhimento determinado para conter o avanço do coronavírus. A manutenção do toque de recolher em MS recebeu críticas por parte de alguns políticos e até de especialistas, devido ao formato adotado em Mato Grosso do Sul, que seguiu modelo nacional.

Fim do toque de recolher em MS pode ser revogado

“Se tivermos de tomar novas decisões, vamos tomar. Mas entendemos que é momento de flexibilizar horários vinculados às bandeiras. Biossegurança continua, devemos usar máscaras, álcool em gel, manter distância mínima entre pessoas. Mas, agora, o toque de recolher está eliminado a partir de 23 de agosto”.

Mato Grosso do Sul já vacinou 57,82% da população com ao menos a primeira dose e 37,76% com as duas doses ou dose única, a maior porcentagem de imunização contra o coronavírus do país. Esse é um dos critérios para o Governo do Estado decidir extinguir o toque de recolher, usado desde o começo da pandemia de Covid-19 como uma das formas de frear o avanço da doença.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *