18 de abril de 2021

Sem-terra ocupam fazenda no interior e prometem fechar rodovia

Propriedade foi ocupada por 280 famílias

Aline Machado

Integrantes dos movimentos sociais FNL (Força Nacional de Luta), MAC (Movimento de Agricultura Camponesa), MAF (Movimento de Agricultura Familiar) e MSTB (Movimento Sem Terra Brasileiro), ocuparam no fim da tarde desta segunda-feira (28), por volta das 17h30, a Fazenda Formiga, localizada no km 395 da BR-163 em Nova Alvorada do Sul, distante 120 quilômetros de Campo Grande. Um dos representantes dos grupos afirma que outra ocupação deve ocorrer ainda hoje, além do fechamento da BR-163.

“Temos um outro grupo articulando outra ocupação em um município perto de Nova Alvorada do Sul. Se não tivermos nenhuma negociação também vamos fechar partes da BR-163”, afirma Silvio José, que está à frente do MAF. Segundo ele, 280 famílias estão acampadas na fazenda Formiga, onde ficarão por tempo indeterminado.

De acordo com dados registrados no Incra, em Mato Grosso do Sul existem 189 assentamentos e 47 acampamentos cadastrados. Ao todo, 25 mil famílias esperam para que sejam assentadas no Estado.

Os grupos fazem várias reivindicações, entre elas, a aceleração da reforma agrária, liberação de verba para assentamentos em Mato Grosso do Sul e reestruturação e manutenção de rodovias a fim de melhorar o escoamento de produções. No último dia 21, eles ocuparam uma propriedade Sonho Real, distante 24 quilômetros de Terenos.

Na semana passada, o representante do MAF disse à equipe de reportagem do Jornal Midiamax que, juntos, os grupos participariam de uma série de ocupações no Estado. “Este pode ser só o começo das ocupações. Faremos um efeito dominó se não conseguirmos o cumprimento de nenhum acordo”, declarou na ocasião.

O mesmo grupo também participou da ocupação da sede do  Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) no dia 15 de dezembro, onde ficou por 24 horas. Os sem-terra deixaram o local, prometendo novas ocupações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *